Tomate: Fonte de Licopeno

O licopeno é um carotenóide (componente da família da vitamina A) que está presente em maior quantidade nos tomates, principalmente naqueles amadurecidos na planta. Recentes estudos sugerem que o licopeno seja responsável pela proteção contra doenças cardíacas e câncer, especialmente de próstata, cólon e reto. 
Os estudos mais avançados têm buscado relacionar o consumo de licopeno com a prevenção do câncer de próstata. Pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram que homens que consomem tomate ou alimentos que o contenham pelo menos 4 vezes por semana têm 20% menos chance de ter câncer de próstata do que os que não consomem. Esta diminuição de risco sobe para 50% em homens que consumem tomate 10 vezes por semana. 
O licopeno tem suas substancias melhoradas em relação a ação e a absorção quando submetido à altas temperaturas. Assim sendo, as melhores fontes são molhos, sucos de tomate ou alimentos quentes que contenham o tomate em sua composição. O tomate cru, assim como outras fontes de licopeno como os melões, melancia, cidras, frutas vermelhas mantém bons níveis de licopeno. Crustáceos de cor alaranjada como a lagosta, por exemplo, também contém licopeno.
Não há recomendações específicas para o consumo de licopeno. Os estudos evidenciam que os supostos benefícios que o licopeno traz à saúde podem ser considerados a partir do consumo diário de ½ litro de suco de tomate por dia, outros estudos sugerem o consumo de 2 tomates maduros diariamente, associados a outros alimentos fonte. 
O zinco, um mineral com efeito antioxidante, ajuda a melhorar a absorção de licopeno pelo organismo. Algumas fontes de zinco são: peixes e frutos do mar (principalmente as ostras), batatas consumidas com casca, carnes magras, iogurte e as leguminosas como o feijão e a soja, além das castanhas e nozes. Outros estudos que vêm sendo realizados em vários centros de pesquisa sugerem que o licopeno pode, ainda, reduzir o risco de degeneração macular (dos olhos) e de oxidação de lípidios séricos (gorduras do sangue), que aumentam a incidência de infarto agudo do miocárdio. 
Por esses benefícios que o consumo de licopeno traz ao organismo, nutricionistas e médicos consideram o licopeno como um alimento funcional, coloque mais licopeno na sua alimentação e faça do alimento o seu remédio.

Veja também