RMC discute investimentos na área da Saúde na RMC

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Os investimentos do Governo do Estado na gestão da Saúde da Região Metropolitana de Campinas foi tema de reunião realizada hoje, no auditório do IAC (Instituto Agronômico de Campinas), no município de Campinas. Dezessete dos 20 municípios participaram, por meio de seus vice-prefeitos, secretários municipais de técnicos da Saúde, sob a representação do Presidente em exercício do Conselho de Desenvolvimento, o Prefeito de Santa Bárbara d’Oeste – Denis Andia. Participou da reunião também o assessor do Governador Geraldo Alckmin – Pedro Guerra. A reunião foi realizada pela coordenação do projeto Saúde em Ação, com apoio da Agemcamp e teve como objetivo atualizar os gestores sobre o andamento das obras e demais ações a serem realizadas no municípios da Região.
A RMC receberá pelo projeto Saúde em Ação R$ 238 milhões, investidos em 76 obras. Os recursos financeiros foram obtidos pelo Governo do Estado de São Paulo por meio de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Serão investidos R$ 136,5 milhões na construção de novas em UBS (Unidades Básicas de Saúde), R$ 19 milhões na construção de novos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), R$ 21 milhões em reformas dos CAPS, R$ 20 milhões em reformas da UBS, além do investimento de R$ 28 milhões no AME e R$ 14 milhões na reforma do prédio da Diretoria Regional que atende as secretarias municipais de Saúde da RMC.
Segundo o Coordenador do BID no Estado – Dr. Ricardo Tardelli – o projeto visa melhorar a gestão da Saúde, com investimento em capacitação de profissionais da área, otimização dos processos de trabalho, investimentos em tecnologia das informações dos pacientes, criação de protocolos comuns de atendimento, entre outras ações, além das construções e reformas.
A Diretora Executiva da Agemcamp – Ester Viana – ressaltou em sua fala a importância da integração entre os municípios e o Governo do Estado para este projeto. “Esses investimento só foram obtidos porque a Região já tinha pronto um plano metropolitano para a Saúde. Hoje a Região está colhendo os frutos desse trabalho integrado, que só vem crescendo e fortalecendo cada vez mais a nossa Região como um todo”.
Construções

De acordo com o Coordenador do BID no Estado – Dr. Ricardo Tardelli, o AME a ser construído em construído será não apenas na Região, mas em todo o Estado e atenderá a população da Região Metropolitana de Campinas. Além do AME, serão construídas novas UBS, sendo 9 em Campinas, 2 em Americana, 1 em Artur Nogueira, 2 em Cosmópolis, 1 em Holambra, 2 em Hortolândia, 2 em Indaiatuba, 5 em Itatiba, 2 em Jaguariúna, 3 em Monte Mor, 1 em Morungaba, 1 em Nova Odessa, 3 em Paulínia, 2 em Pedreira, 3 em Santa Bárbara d’Oeste, 5 em Sumaré e 1 em Vinhedo. Serão construídos ainda 1 unidades do CAPS em cada um dos seguintes municípios: Campinas, Americana, Cosmópolis, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré e Valinhos.
Reformas
Além da reforma na Diretoria Regional de Saúde, serão feitas obras em UBS’s dos municípios de Campinas (9), Americana (1), Artur Nogueira (1), Cosmópolis (1), Engenheiro Coelho (1), Holambra (1), Hortolândia (1), Itatiba (1), Pedreira (1), Santo Antônio de Posse (1), Sumaré (1), além das reformas de um CAPS em cada município de Campinas, Itatiba e Pedreira.

Veja também

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *